A Dominação Brasileira no Surf

Gabriel Medina, seu novo bicampeão mundial de surf. Foto: Ed Sloane / WSL

Gabriel Medina, seu novo bicampeão mundial de surf. Foto: Ed Sloane / WSL

 

Estava escrito! Gabriel Medina que sempre tem uma segunda metade do ano muito boa e uma crescente sempre assustadora foi coroado na última segunda-feira o novo campeão mundial de Surf, seu segundo título, sendo o primeiro vencido em 2014, em disputa em uma final assim como a desse ano, contra Julian Wilson.

julian+wilson+-+ed+sloane.jpg

Julian Wilson

Com surf de ponta garantiu o vice mundial e o vice no Pipe Masters.

Foto: Ed Sloane / WSL

O Brasil não teve destaque apenas por Medina, e sim por todo o surf brasileiro que dominou por toda a temporada os eventos oficiais. A lista de vitórias e conquistas ao redor do mundo mostram cada vez mais que o Brazilian Storm é real, já existe e agora começa a temporada de caça para os Australianos, que se veem menos no topo do ranking e agora o verde amarelo brasileiro predominando no topo das listas.

 

toledo+-+jack+barripp.jpg

Filipe Toledo

Em linha oposta, Começou fulminante e teve baixa no fim da temporada.

O Brasil teve resultados expressivos ao longo da temporada, e segue aqui a lista dos que representaram nosso país como nunca visto antes no surf mundial:

- 9 Vitórias em 11 eventos da temporada, sendo Julian Wilson o único não-brasileiro a vencer no ano. (Gold Coast & France)

- Campeonato Mundial com Gabriel Medina (2º título mundial)

- Medina campeão em Teahupo'o, Surf Ranch & Pipe Masters

- Jesse Mendes campeão do Vans Triple Crown

- Mateus Herdy campeão mundial Junior

- Italo Ferreira campeão em Bells Beach, Bali e Portugal

- Filipe Toledo campeão no Oi Rio Rio & Corona J-Bay

- Willian Cardoso campeão em Uluwatu

- Yago Dora primeiro campeão na história do Redbull Air Bone France

- Rodrigo Coxa prêmio de maior onda já surfada na história do Surf (Narazé, Portugal)

Medina foi o único 10 perfeito no Billabong Pipe Masters de 2018, tendo a nota na semi finais contra o Sul Africano Jordy Smith. Foto: Ed Sloane / WSL

Medina foi o único 10 perfeito no Billabong Pipe Masters de 2018, tendo a nota na semi finais contra o Sul Africano Jordy Smith. Foto: Ed Sloane / WSL

Com o ano se encerrando, o Brasil ainda tem mais o que comemorar, e para a elite mundial temos novos nomes em 2019, e a lista completa dos novos Rookies para 2019 é:

Seth Moniz (HAW), Ryan Callinan (AUS), Peterson Crisanto (BRA), Jesse Mendes (BRA), Deivid Silva (BRA), Ricardo Christie (NZL), Leonardo Fioravanti (ITA), Jadson Andre (BRA), Soli Bailey (AUS), Jack Freestone (AUS).

Que ano! E a BeVermogen cobriu em tempo real os eventos do Surf Ranch Pro e Billabong Pipe Masters pelos perfis @billabongpipemasters e @surfranchpro no Instagram em português e inglês. Esperamos muito mais para o próximo ano, e parabenizamos a todos os surfistas que levaram a bandeira do nosso país pro topo em diferentes categorias. Estamos vivendo uma nova história no Surf Mundial.

#BrazilianStorm

DESTAQUES

@BEVERMOGEN