Qual a sua desculpa para não tentar?

Foto: Aaron Lieber

Foto: Aaron Lieber

 

Ano novo, vida nova! Todo começo de ano fazemos planos que nunca se concretizam, falamos que vamos começar a treinar e só dura 2 dias, afirmamos que vamos começar uma dieta que dura apenas 1 semana... Mas por que paramos? Qual sua desculpa para não continuar? Conheça a história de Bethany Hamilton, uma surfista que nunca desistiu de seus sonhos e se tornou um exemplo de superação dentro do circuito mundial de surf.

Com treze anos, Bethany perdeu seu braço esquerdo, enquanto surfava, para um tubarão-tigre. O que parecia encerrar sua carreira como uma estrela em ascensão na verdade se tornou um estímulo para que ela continuasse batalhando para ter seu nome na WSL. Um mês após o ataque, Bethany retornou à água e após dois anos ganhou seu primeiro título nacional.

soul.jpg

Superação

Desde os 13 anos, Bethany se adaptou e continua na elite do surf feminino.

Foto: Soul Surfer

Filha mais nova de uma família de surfistas do North Shore da ilha Kauai, no Hawaii, Bethany Hamilton começou a surfar ainda muito jovem, aos 4 anos de idade. Apesar do trauma do acidente, a jovem buscou novas formas de voltar ao mar recebendo a concessão para utilizar em competições uma prancha com uma alça especial que a ajuda a remar e a fazer o duck-diving (joelhinho).

Em 2004 sua autobiografia foi publicada, Soul Surfer. Sucesso em vendas, o livro virou filme em 2011 com o mesmo título. O surfe tem sido uma forma de vida para Bethany desde que ela surfou a primeira onda. E após o ataque, Hamilton encontrou um sólido sucesso nas competições de surfe, hoje em dia ela procura deixar sua marca como surfista profissional freesurfer (perseguindo ondas, publicando fotos / vídeos e buscando inspirar seus fãs). Bethany atualmente surfa em eventos de escolha da World Surf League (WSL) e em convites para eventos especiais. Casou-se com Adam Dirks em 2013, teve seu primeiro filho Tobias dois anos depois enquanto se preparava para uma das competições mais importantes de sua carreira.

 

bethany-hamilton-outsider_h.jpg

Vencedora

Em 2016, Bethany subiu pódio em um evento oficial da WSL.

A capacidade de Hamilton para inspirar alcançou novos patamares no Fiji Women's Pro de 2016, quando a surfista profissional de apenas um braço alcançou o 3º lugar na competição e vencendo a Stephanie Gilmore (até então seis vezes campeã mundial), assim como Tyler Wright, perdendo nas semifinais para a eventual campeã Johanne Defay, da França.

Bethany Hamilton se tornou um símbolo de resiliência e após a vitória de 2016 se dedicou a encorajar jovens amputados e ajudá-los a superar os medos que eles enfrentam diariamente, levando-os a surfar e a organizar retiros. Ela também teve a oportunidade de trabalhar com a Make a Wish Foundation. E ano passado (2018) deu à luz a seu segundo filho Wesley. Bethany continua surfando até hoje e fazendo pequenas participações em competições pelo mundo.

bathany-.jpg

Bethany Hamilton é exemplo de superação, perseverança e mesmo com todas adversidades que enfrentou no caminho se manteve focada e nunca desistiu. E você quando vai parar de criar desculpas e começar a correr atrás dos seus objetivos?

Para saber mais sobre Bethany Hamilton e os passos da surfista acompanhe em: bethanyhamilton.com

DESTAQUES

@BEVERMOGEN