O adeus Mick Fanning

Mick se emociona e vai até o brasileiro Ítalo Ferreira logo após final da bateria em Bell Beach.

Mick se emociona e vai até o brasileiro Ítalo Ferreira logo após final da bateria em Bell Beach.

Um dos maiores nomes do surfe decidiu colocar ponto final em sua carreia. Aos 36 anos, Mick Fanning anunciou nesta quarta-feira sua aposentadoria do campeonato do WSL, a liga mundial de surfe. O australiano, que atualmente é o número 12 do ranking mundial, disputará apenas as duas primeiras etapas da temporada, em Gold Coast e Bells Beach, e então se retirará. Campeão mundial em 2007, 2009 e 2013 e vencedor de 22 etapas do Circuito, Fanning revelou que não se sente mais em condições de dar o seu melhor e ser tão competitivo quanto antes.

"Sinto que acabei de perder a chance de competir no dia-a-dia. Foi algo que eu tenho feito por 17 anos, e mesmo antes disso através da QS e Juniors, e eu sinto que não posso mais dar 100%. Eu não estou curtindo tanto quanto no passado. Ainda adoro surfar, e ainda estou excitado por isso, mas eu sinto que há outros caminhos para eu tomar nesta fase da minha vida."

Fanning ganhou sua primeira etapa do Circuito em Bells Beach, em 2001, como convidado, o que o credenciou para estrear no card principal em 2002, quando foi eleito o Calouro do Ano. Por isso, a escolha por encerrar sua trajetória profissional no WSL em Bells Beach tem razões óbvias para o australiano, que foi finalista da etapa em seis oportunidades, vencendo quatro (2001, 2012, 2014 e 2015) e sendo vice em outras duas (2010 para Kelly Slater e 2011 para Joel Parkinson).

"Sempre tive em mente que meu último evento no Tour seria Bells. Foi lá onde basicamente eu comecei minha carreira, foi minha primeira vitória da CT, e eu me sinto realmente conectado lá – salientou o tricampeão mundial - afirmou o surfista que venceu duas etapas no Brasil, em Imbituba (2005) e Santa Catarina (2007)."

O Australiano, tri-campeão mundial agora segue com novos projetos ligados ao surf. A Ripcurl fez desse momento a deixa para o que chamam #TheSearch, que pode ser algo liderado por Mick ainda esse ano.

#CheersMick

 

4000.jpg